Últimas notícias

  • Compte rendu du conseil des ministres du 17 janvier 2018
  • Spot Challenge Fund 2017 - Sèmècity
  • Resulta du Sondage Snapchat VS Instagram

Turismo no Benin

TURISMO

A República do BENIN é cheia de atrações turísticas naturais, ricas e diversificadas que cobrem o território nacional inteiro. O turista estrangeiro encontra em uma área reduzida tudo o que oferece a África turística: praias de coqueiros na areia fina, rios cheios de peixes, vilarejos lacustres suspensos em pilares, museus históricos e etnográficos, habitações suspensas nas encostas nuas de colinas, fortalezas em miniatura, cavaleiros intrépidos, fauna e flora abundantes e diversificadas, parques nacionais e reservas, folclore e arte vivos, clima sadio e agradável, hospitalidade legendária...

Turismo em Cotonou

A maioria dos turistas estrangeiros inicia sua visita no BENIN a partir de Cotonou, a capital econômica onde se encontra o aeroporto internacional e de onde pode ser organizada com facilidade deslocamentos em direção ao interior do BENIN. Os turistas apreciam as vezes os restaurantes, os mercados e a vida noturna em Cotonou. Na cidade de Cotonou, o turista pode ser atraído por: • O CENTRO DE PROMOÇÃO DO ARTESANATO onde se encontram objetos de arte do BENIN inteiro, em madeira, metal assim como tambores e tapeçarias aplicadas realizadas por nativos.

A Feira Dantokpa

A FEIRA DANTOKPA que é uma das grandes feiras da África de Oeste. Podem-se comprar todos os tipos de artigos, dos tecidos africanos coloridos aos sapatos em couro fabricados à mão, objetos de arte trabalhados em madeira, artigos domésticos e produtos alimentares.

Lindas Prais

BELAS PRAIAS onde se pode tomar sol o dia inteiro. É particularmente o caso da praia de FIDJROSSE e a da MARINA.

Cidade Histórica de Ouidah

Situada a cerca de quarenta quilômetros de Cotonou, Ouidah é uma grande cidade turística e religiosa do BENIN. Outrora, o único porto do BENIN, Ouidah era o centro do comércio negreiro na região e uma cidade comercial ativa. Hoje, a prática da religião tradicional conhecida como vodun permanece forte e constitui uma das principais razões pelas quais os visitantes vão à Ouidah. A cidade de Ouidah oferece as seguintes atrações:

Museu de História

Museu de História que reconstrói atualmente a história do Dahomé (antigo nome do país). • A Rota dos Escravos que é o caminho original onde passavam os escravos, do centro da cidade de Ouidah até a costa onde os mesmos eram embarcados em navios que os levavam para o Novo Mundo, Brasil e Caribes. O caminho faz cerca de 3,500 km de cumprimento está ladeado de obras de arte simbolizando etapas marcantes do percurso.

Em Ganvie

Ganvie se encontra sobre o lago Nokoué, a 8 quilômetros de Abomé Calavi e a 26 quilômetros de Cotonou passando pelas águas. Um serviço de embarcação permite chegar em GANVIE, saindo de Abomé Calavi, com barcos motorizados, pirogas de remo para circular facilmente de uma aldeia para outra.

Feira lacustre

Feira lacustre semi-flutuante que acontece dentro de pirogas onde os habitantes comprar e vender os produtos de sua pescaria. As construções são feitas de palhas de bambus espalhadas sobre palafitas de galhos ou de postes. Uma escada dá acesso aos habitantes cujo cômodo principal ocupa um segundo nível da plataforma interna. Algumas cubatas possuem balcões e são pintadas por dentro com motivos geométricos e multicolores. GANVIE <> abriga hoje mais de 30.000 habitantes. A praça aquática da aldeia é muito colorida e a animação que acontece ali merece de ser vista, pois ela é inédita e muito pitoresca.

Cidade de Grand Popo

Ideal para um descanso balneário, a maravilhosa cidade de Grand Popo se encontra a 85 Km de Cotonou. Nessa cidade turística de pequenos maquis, restaurantes, lojas de objetos de arte, pousadas e hotéis, você pode contemplar cidades coloniais à afro-brasileira, assim como cubatas de pescadores perfeitamente integradas na natureza. Essa magnífica cidade balneária possui belas praias de areia fina e com majestosos coqueiros. O mar azul vós convida a banhar.

Les Bouches du Roi

Super estuário do rio MONO, situado a cerca de uma hora de piroga de Grand Popo, les BOUCHES DU ROI é um lugar espetacular onde os navios portugueses deram o nome Bouche du Roi para traduzir seu aspecto majestoso.

Em Possotome e em Bopa

São os centros por excelência de importantes fontes termais. A de POSSOTOME tem a fama útil para o tratamento do fígado e a de BOPA para o tratamento do reumatismo.

Em Lokossa

A cidade de LOKOSSA é situada a 106 quilômetros de Cotonou. Nos redores dessa cidade, você pode contemplar os hipopótamos em certas estações do ano nos rios, lagunas, lagos e poças gerados pelo rio Mono.

Porto Novo

PORTO NOVO é a capital constitucional do BENIN e a segunda cidade dos Afro-brasileiros. A cidade possui três nomes por causa de seus diversos apelidos (ADJATCHE, HOGBONOU, PORTO NOVO). Essa cidade dispõe de atrativos e de sítios turísticos abaixo: • JARDIM DA PRAÇA BAYOL: Nesta grande praça onde se encontra a estátua do primeiro rei de Porto Novo. • MUSEU ETNOGRÁFICO: é o primeiro museu instalado no BENIN (nos anos 60). Encontram-se ali muitos objetos culturais fabricados no país inteiro muitos deles trazem a história de Porto Novo. • MUSEU DA SILVA: Esse museu foi erguido por uma família da Silva de origem brasileira de Porto Novo e conta com muitos artigos lembrando os primeiros momentos da história do BENIN. • PALACIO REAL (CHAMADO TAMBÉM MUSEU HONME): era outrora o palácio do Rei TOFFA quem estabeleceu os primeiros laços entre BENIN e a FRANÇA. Esse museu mostra aos visitantes a maneira de como uma realeza africana viveu durante a segunda metade do século 19 e a primeira parte do século 20. Entre os objetos expostos, temos o porto real do Rei TOFFA e muitas fotos antigas. • A ARQUITETURA DA CIDADE DE PORTO NOVO: a cidade oferece um patrimônio arquitetural diversificado. Ao longo das ruas da cidade, é possível admirar, no bairro OGANLA, a arquitetura afro-brasileira típica das casas AGUDAS. OUTROS ATRATIVOS TURISTICOS NÃO LONGE DE PORTO NOVO • AGUEGUES: pequenas ilhas de acumulação aluviais do rio Ouémé de 52 Km2 de superfície, os AGUEGUES abrigam uma população composta de Toffins e de Ouéménous. Com seus monumentos históricos e culturais, seus templos e suas florestas sagradas do culto vodun, sua flora e sua fauna aquáticas, particularmente aviárias, os Aguégués apresentam atrativos dignos de interesses.